Home » Futebol » Mudando os planos

Mudando os planos

Em dezembro Juvenal conversou com a diretoria, coisa que nunca faz. Ouviu que o time não joga bem, concordou, e apoiou a mudança do esquema para um 442. Contratou jogadores bons, mas ninguém fora de série. Apostou no elenco, e já se arrependeu.

Os motivos não são os resultados, óbvio. Ninguém no SPFC é maluco de considerar os 3 primeiros jogos como parametro. Mas, entre as apostas da diretoria e o mercado, existe uma diferença. Dinheiro. E, pasmem, não é exatamente pra onde ele vai, mas sim de onde ele vem.

Juvenal assistiu aos primeiros jogos e não gostou. Como aliás, não tem gostado dos reforços, ja que o SPFC, que se gaba de “contratar bem”, errou em mais de 80% nos últimos anos. É um festival de “vai e vem”, e o time continua o mesmo.

O “homi” cansou. Prometeu aos conselheiros que em 2010 mudaria o time quase todo. Não quer mais esse futebol pragmático e também não acha que este elenco tenha ambição suficiente depois de ganhar muito.

Alguns eternos reservas vão sumir, e já começaram. Aislan, Ze Luis, Saavedra, entre alguns outros deixam o clube.

Chegam Alex silva, Cleber Santana, as apostas Fernandinho e Leo Lima, o experiente Paraiba, entre outros menos relevantes.

A idéia era trocar o time DURANTE o ano, conforme a grana fosse entrando.

Mas, cadê a grana?

O SPFC tem um caixa negativo de mais de 20 milhões, o que é bem justificavel já que nao vende ninguem ha 2 anos.

Busca patrocinador, e acaba de descobrir que o mundo não é burro. Se o Chelsea tem patrocinador forte, não é exatamente pelo titulo, mas sim pela exposição.  A “aulinha” do Corinthians 2009 parece ter funcionado, já tendo sido seguida pelo Flamengo, e agora, talvez, pelo SPFC.

Ou seja. Ganho titulos, mas isso não me aumenta representativamente a exposição de marca fora.  Um patrocinador multinacional prefere pagar 30 milhões ao Corinthians, onde sabe que todo drible do Ronaldo ou passe do Roberto Carlos vai ser reproduzido no mundo todo do que 30 ao SPFC, que mesmo campeão não terá repercussão internacional.

Ou seja, caiu a ficha. O Real Madrid não é caro porque ganha. É caro porque aparece. E aparece porque tem idolos.

Então, sem conseguir os tais 30 milhões que acha justo, o SPFC pensa em mudar a estratégia. Ouviu na lata de um dos possíveis patrocinadores que “não me interessa o titulo brasileiro. Me interessa exposição de marca”.

Por isso, também, Juvenal resolveu mudar os planos. Foi pra cima do Cicinho, tirou o Alex Silva do Flamengo na última hora (pagando 500 mil euros pro Hamburgo), está em cima do Robinho e conversa com outros jogadores de nome. Ricardo Oliveira é um deles.

A idéia de ter um time “arrumadinho” começa a perder espaço para os “galáticos”.  Talvez porque o mundo mostre isso ha 200 anos, ou talvez porque os brasileiros querem mudar o mundo.

Demorou, mas um clube percebeu. O Corinthians.

E ao perceber, mexeu com os rivais.

O Tricolor 2010 não deve ser este que está em campo. Dois “titulares” ja chegaram. Hernanes pode sair nos próximos dias, outros encostados estão sendo dispensados, e um ou dois jogadores de alto nível estão na mira do Juvenal.

Será que dessa vez o escorpião sai do bolso?

Eu adoraria ver um time com “craques” pra valer ingresso. Vitória por 2×0 a gente vê todo dia, em qualquer lugar.  Dribles e lances incomuns, nem tanto. E é por eles que o futebol paga.

abs,
RicaPerrone