Home » + Chamada » “Mato um, mato cem!”

“Mato um, mato cem!”

Ó, que surpresa! Torcedores organizados foram ao CT sábado de manhã e quebraram, roubaram, agrediram e invadiram.  Quem diria?

A camisa de uma torcida organizada no Brasil representa o direito a ser julgado coletivamente e, portanto, livrar-se de qualquer punição por suas atitudes enquanto cidadão.

Você se veste de organizada e vira “a torcida do”.  Mas não. “A torcida do” São Paulo sequer vai no jogo, imagine num CT sábado de manhã. Vamos falar a real, é molezinha!

Uma turma que berra pra quem quiser que mata, que cheira, que é isso, que é Talibã e mais não sei o que não pode ter transito livre em lugar algum. Diria eu que nem nas ruas.

Aí esses caras vão com hora marcada e uniformizados para um protesto e surpreendentemente invadem, agridem e roubam.  Oh! Quem diria?

Senhores, individualizem os crimes e punam TAMBÉM a torcida. Não dêem aos caras o direito de ser “a torcida do”. Eles não são. Saopaulino somos nós, que putos ou não, jamais destruiríamos o patrimonio do clube, menos ainda agrediríamos pessoas por futebol.

Isso aí é gangue. Marginal. Bandido. Gente que tem que ser presa mas que sob o argumento de “eles fazem festa” ficam com direito a tudo.

A polícia vai lá, separa, não prende um e coloca mais um episódio na conta da “torcida do”. A mídia diz “lamentável”, não acha o nome de um boi e segue a vida.

Sabe na real porque?

Porque pro clube é bom que isso aconteça. O jogador reage, a mídia tem pauta negativa que é o que vende e em bando a polícia não tem que caçar ninguém.  É só culpar “a torcida do”.

Amanhã tem jogo no Morumbi. Eu duvido que esses caras vão pagar ingresso pra ir lá. Duvido!

abs,
RicaPerrone

Comentários