Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Maldito seja nosso herói

Maldito seja nosso herói

O que seria deste Flamengo x Vasco sem Rodrigo Castanheira?

Senhoras e senhores, o jogo não foi tecnicamente interessante. Na verdade, ele não valia nada, estava vazio, chato, quase um amistoso.  Ao absurdo custo de 80 reais, o Maracanã vendeu neste domingo o “porra nenhuma” mais caro do mundo.

Sim, afinal, não valia “porra nenhuma”.

Antes de Rodrigo Castanheira. Porque depois, vai ter até gente guardando o ingresso.

Veja o Gráfico de Intensidade da partida
Veja o Gráfico de Intensidade da partida

Se este auxiliar ( que se fosse bom seria juiz ) acerta no lance do Douglas, o que seria deste Flamengo x Vasco?  Um empate com o carisma de um pão integral, sem qualquer marco histórico que registrasse, de fato, este “clássico dos milhões”.

E vejam vocês o que será, no entanto.

Uma segunda-feira onde o gol que não valeu será mais comentado do que os 3 que valeram e decidiram a partida. Um amistoso que vai pautar bares, amigos, inimigos e jornalistas  até quarta-feira.

Rodrigo Castanheira é o nome do jogo.  Porque não viu, ou porque é ruim pra cacete mesmo.  Má fé não é parte das minhas possibilidades quando avalio um profissional sem conhecê-lo.

Mas é seu dever, vascaíno, condená-lo à eterna fama de ladrão. E seu, rubro-negro, tentar entender que “ninguém é perfeito”.

É óbvio que a bola entrou.

Mas o que seria deste fim de domingo se ele tivesse confirmado o gol?

abs,
RicaPerrone

Comentários