Home » Futebol » Mais do mesmo

Mais do mesmo

Terminei a semana com a mesma dúvida que a maioria. Afinal, o que o São Paulo quer? Porque está nessa posição em relação a TV e clube dos 13? Liguei para 3 dirigentes do SPFC de altíssimo nível e conversei longamente com eles. Agora eu entendi o lado do clube.

Continuo achando bobagem a posição da torcida, como disse na terça. Mas torcedor é torcedor, vai se posicionar pra defender o clube sempre. O que me intrigava era o clube.

Como imaginei, não cola esse papo besta de que o objetivo do São Paulo é ser “o clube que faz as coisas mudarem”. Isso é mentira, historinha pra torcida engolir, e ela engole.

O São Paulo está, inclusive, aberto a ouvir a Globo. E só não fez ainda esperando a decisão do CADE, pois em seguida, o fará. E se fechar, deixará você, torcedor mais afoito, com cara de bobo.

Então, vai devagar. As coisas são mais políticas do que parecem.

A verdade apurada por mim é a seguinte: O Juvenal é do clube dos 13 e fechou com os caras.  O Ataíde Gil Guerreiro idem, e portanto, por terem interesses no clube dos 13 e por terem brigado pela reeleição do Koff, não vão agir contra a entidade.

Este é um ponto político. Coerente, até.

O segundo é achar que dá pra faturar mais, ignorando a história do quanto vale estar na Globo e o quanto vale estar na RedeTV.

Perguntei a eles se a licitação estava exigindo carga horária pra compensar isso. E não, não estava. Assim, dá pra notar que é uma licitação meio simplificada pela falta de organização dos caras.

Se você tem X de ibope na Globo e vai abrir pra outras, então tem que exigir a mesma exposição, diaria, se não pelos jogos, com mais horários.

A licitação simplificou o direito de transmissão de tv aberta a valores. Só. E não é bem por ai.

Por exemplo: A RedeTV tem no país todo?

Tem redes pra isso?

Não, não tem. E isso geraria algum prejuizo pros clubes. Por isso as coisas DEVERIAM ter sido feitas em comum acordo com todos os envolvidos.

Não foram. E apenas 3 dos grandes (Galo, Inter e SPFC) ainda acham melhor esperar por uma licitação. Os outros, não confiando no processo, resolveram negociar em separado. O que não implica em “fechar com a Globo”.

Em separado, pode fechar até com a Rede Vida e meter padre narrando. É problema do clube.

Outra coisa: SE a RedeTv for mantida pelo Cade como detentora dos direitos, ela pode simplesmente repassar a TV Globo. Ou seja, não muda picas. Pode, também, repassar a outra. E aí, ao invés de licitação, será feito um leilão aberto onde a REDETV decidirá o futuro do Brasileirão.

Justo? Coerente com quem quer tanto uma licitação transparente?

Tão transparente que só uma emissora participou? Cadê aquela que agitou o tempo todo e pulou fora?

A licitação pelos direitos de TV aberto simplesmente NÃO HOUVE.

Não é que a RedeTV tenha vencido. Ela não teve com quem concorrer. Porque os clubes sairam antes, discordando do processo.

Aí entra um julgamento que é de cada um. Se você acha que correram porque são contra, covardes, amigos de não sei quem ou se por pressão política… é mera opinião. Não ha verdade absoluta.

Feito isso, o SPFC, o Inter e o Galo,  ficaram. Os outros já andam acertando a vida fora.

Pelos direitos de TV ABERTA, eles poderiam ganhar mais do que ganham hoje, TALVEZ, se tudo tivesse dado certo. Não deu.

Hoje, em pacote de Tv, PPV, Fechada e exploração de mobile e web, tá dando 100 paus por ano pro Corinthians, que não somava 30 com isso. Belo aumento.

O SPFC entende, porém, que poderia ir de 30 a 150. Por isso insiste na licitação.

Outro relevante motivo pra tal postura é o fato do Juvenal não aceitar ter menos receita que Flamengo e Corinthians. Na cabeça dele o São Paulo, mesmo com menos da metade da torcida do Flamengo e razoáveis 30% a menos que o Corinthians, tem que ganhar igual.

E isso só seria possível num acordo coletivo. No individual as torcidas prevaleceriam e obviamente os que rendem mais ibope ganhariam mais dinheiro.

Tá dando pra entender ou tô enrolado? rs

Enfim. O SPFC acreditou num processo onde ele achou que ganharia mais do que poderia ganhar por fora. Talvez o mesmo não valha para outros clubes, mas assim pensou  a diretoria tricolor.

Não vou entrar no mérito se ela está certa ou errada. Aprendi que no futebol, normalmente, estão todos errados.

Inclusive nós, que achamos estar vendo uma briga por dinheiro quando na verdade ela é muito maior por poder.

Lembrando que dos 5 membros mais relevantes da diretoria do Clube dos 13 atual, 2 são do São Paulo, 1 do Inter, 1 do Atlético PR e 1 do Flamengo. Curiosamente ou não, os que ficaram.

O Flamengo saiu, mas ainda não fechou com ninguém.

A mim soa mais como guerra política do que como disputa pelo bem dos clubes ou qualquer coisa do gênero.

Se pelo bem dos clubes fosse, estariam unidos numa mesa vendendo isso bem mais caro, fazendo com que TODOS se valorizassem, pois não há valorização de um sem que o esporte todo consiga crescer.

Se o futebol brasileiro for mal, nenhum dos clubes vai bem.

Mas explica isso pros dirigentes deles…

Enfim, a posição é essa. E o São Paulo, ainda defendendo o clube dos 13, entidade que conta com 2 dirigentes do clube em sua alta cúpula, não está cortando a Globo.

Então, repito: Pensa bem antes de fazer barulho ou sair acreditando em Papai Noel.

Não há santo no futebol. Nem mesmo quando ele joga no nosso time.

abs,
RicaPerrone

Link interessante sobre o assunto:  Ibope do campeonato baiano