Home » Futebol » Isso é Bullying!

Isso é Bullying!

O termo “bullying” tem seu fundamento, seu motivo e sua importância. O que fizeram com ele, nem tanto. É moda falar de Bullying, é moda ser vítima e mais moda ainda achar que tudo requer uma ampla discussão e um vilão.

Porcaria nenhuma. Vamos conversar com gente normal, o que exclui os “Zé ongs”, aqueles teoricos insuportáveis que querem regrar o mundo para que eles se sintam menos nerds.

O tal do Suarez discutiu em campo como acontece 20 vezes por partida desde 1901. Assim como desde então, chamou o adversário de “negro” num tom não muito amistoso. O que gerou leitura labial, discussãozinha na tv, manifesto de Zé Ong e muito nhe-nhe-nhe.

Quando o Grafite acusou o argentino de racismo e foi preso no campo, achei lindo. Com o tempo me achei um idiota em apoiar aquilo. Usaram o coitado do zagueiro como “bode expiatório” de uma situação comum e que não tem o tom ofensivo que muitos pensam ter.

Sabe qualé a real? Esse pessoal não vai mais no campo, cresce em condominio, não joga bola na rua, não arranca o tampão do dedo no asfalto e ali, no twitter da salinha dele, acha que pode julgar o mundo real.

Não poderia, mas pode. É o mundinho onde o Merthiolate não arde.

Eu odeio racismo, acho o maior absurdo do mundo você menosprezar alguém pela sua raça.  Mas eu não sou idiota, nem nasci no orkut.

Numa partida de futebol (não de FIFA online, ok?) as pessoas se cutucam, se ofendem, tentam irritar o adversário e pra isso usam a mãe, a cor, o sexo, o tamanho, a cor do cabelo, entre outros tantos.

Eu nunca vi uma leitura labial de um negrão de 2 metros chamando um sueco de “loirinho viado” virar polêmica. Você já?

Eu nunca vi um jogador gay chamar o outro de “filho da p” e virar polêmica, você já?

A verdade é que tem muito nego desocupado pregando frescura por ai. O Suarez fez o que TODO MUNDO já fez jogando bola, e que faz até hoje. Irritou seu rival fazendo uso de algo que o incomoda.

Para quem não conhece o futebol, não sabe como funciona, é racismo. Claro! Pra leigo tem o mesmo peso de alguém dizer isso na av. paulista as 15h de terno. Mas não tem, e quem já saiu do condominio sabe disso.

Mas eu sei que escrevo numa mídia onde a maioria não sai do condominio e a vida é ir no orkut/twitter fazer protestinho de desocupado. Logo, não me espanta que tenham achado um crime uma torcida de futebol chamar um jogador de volei de gay, assim como não me espanta que achem o Suarez um anti-cristo por fazer algo que todos fazem, toda semana, todo jogo.

E antes que você pergunte, eu respondo: Não, não é tudo igual. Não, esse não é o mundo real.

Isso é futebol.

Querem acabar com isso? Ok! Mas não façam de um jogador um vilão por algo que a maioria faz.

Como vocês adoram dizer, pseudo-moderninhos: “Isso é Bullying…”

abs,
RicaPerrone