Home » Futebol » Clubes » Cruzeiro » Invertendo valores

Invertendo valores

Eu não tenho nada a favor nem contra a diretoria do Cruzeiro. Acho um dos maiores clubes das Américas, com resultados impressionantes e com uma estrutura, até ontem, tida como “perfeita” por muitos. Não há time perfeito, menos ainda onde são todos, por vocação, amadores.

O que disse o presidente do clube sobre o atraso dos jogadores é de razoável estupidez, já que não é da conta dele se ganham mais ou menos do que merecem e, se ganham, é porque ele paga.

É claro que pro torcedor é simples: Ele trabalha e ganha mil, logo, o que ganha 200 mil pode ficar sem receber. Mas tenha certeza que, além da sua dose de “inveja” neste tipo de comentário, é relevante passar pela situação de ganhar bem pra saber como funciona. Talvez se você não receber seus mil faça uma dívida na Nextel. Se o que ganha 200 não receber, talvez perca um carro de 70 mil ou faça juros sobre um aluguel de 10 mil.

O padrão de vida do cara não é problema seu, nem meu, nem do presidente do clube.  Problema do clube é pagar o salário acordado com o jogador e ponto final. Se atrasou, está errado. Seja 1 dia, está errado.

O time parou? Fez greve? Meteu a boca? Não. Então, tá reclamando do que?

A crise foi causada pela diretoria ao atrasar e ao abrir a boca pra imprensa. Se há um amador nisso, é bem claro que não está de chuteiras.

A resposta do time foi elegante e profissional. A postura da diretoria, inclusive a declaração patética do Zezé, não.

Zezé Perrela: “Os jogadores não estão reclamando do atraso, o que eu acharia um absurdo. Afinal, são vinte dias que está atrasado, e a lei permite que se atrase 90 dias.”

A lei não permite que você atrase o salário, Zezé. Ela apenas pondera uma data limite para que você não perca seus direitos sobre o jogador. Em lugar nenhum a lei diz que você tem 90 dias pra pagar os 30.  É questão de saber ler e ter boa fé ao interpretar.

O Cruzeiro errou feio ao lidar com essa situação publicamente e de forma debochada.  Repito: Não interessa o quanto ganham. Se ganham, é porque alguém paga. E isso não é problema seu, meu ou de diretor algum.

Se o ano do Cruzeiro começa bem diferente do ano passado, tanto no grupo, na grana como no nivel do elenco, a culpa provavelmente não é dos jogadores.

Até porque, com todo respeito, o Wellington Paulista não joga menos hoje do que jogava há 1 ano. O clube sim tem muito menos poder de fogo do que tinha há 1 ano, paga atrasado, causa crise na imprensa e contratou um time cheio de limitações.

Diretores estão aproveitando a má fase do time em 2011 para jogar pra torcida. E pobre do torcedor que acreditar neles.

abs,
RicaPerrone