Home » Futebol » Clubes » Fluminense » Incobrável

Incobrável

Biro-Biro, Eduardo, Julião, Samuel…  Garotos. Improvisados, na roubada, na fogueira, na base do “Deus me livre”.  Cobre o Flu, o azar, a diretoria, quem for. Mas esse time, não.

Não dá. Não é justo.

Você não pode cobrar que estes garotos assustados e sem posição fixa ainda tenham a responsabilidade de “salvar” o Flu.  Podem até conseguir, mas cobrá-los é quase sacanagem.

“Ganham muito bem!”, ok. Eu sei. Mas ninguém ali tá seguindo o natural caminho de subir, entrar no principal e ir se firmando. Estão entrando juntos, numa puta roubada, num time sem padrão  e que perdeu “apenas” 70% da força que tinha em 2012.

Sou bonzinho. O time era Diego atrás, Jean no meio, os 4 na frente. Os 4 não existem mais, Jean não tá bem. Diego voltando a fechar o gol. O resto é coadjuvante. Não tem filme só com figurantes.

Os coadjuvantes poderiam até conseguir. Mas nem eles estão disponíveis.

Este Fluminense que entrou em campo ontem não é passível de cobrança.

O de Felipe, Wagner, Rhayner, Sobis… sim.

abs,
RicaPerrone