Home » Futebol » Clubes » Grêmio » Imortal

Imortal

Desde pequeno tive “medo”  do Olímpico. A idéia de enfrenta-los em sua casa nunca foi um convite ao prazer, pelo contrário, ao sofrimento.

O Grêmio vai tendo a “coragem” de deixar um pedaço de sua história em troca de modernidade, mais dinheiro e condições para brilhar.

Eu vi boa parte dela, nunca fiz parte, mas aqui de longe sempre me pareceu uma relação sem fim entre clube/estádio.

Terá um fim. Não gosto dele, e nem mesmo se você me convencer ser importante e necessário te darei razão.  A razão não tem tanta importância no futebol.

O Grêmio se mistura com aquele estádio de forma ímpar. O “temor” sempre considerou “O Grêmio no Olímpico”, nunca um deles sozinho.

Eu sei, os tempos mudaram. É preciso ter “Arenas”, dinheiro, espaço, lojas… eu sei.

Não me acostumo, mas eu sei.

E até entendi, como jornalista, a mudança de casa Tricolor.

Não entendo, como torcedor, de que forma isso acontecerá na cabeça dos tricolores. Tem coisas que o cérebro pode explicar ao coração, outras o coração sequer negocia.

Se gremista fosse, não negociaria a minha paixão pelo Olímpico.

E acredito que ela não será negociada jamais, mesmo que os fatos e os números desmintam a paixão, ela sempre terá razão.

Assistam. Vale cada segundo.

abs,
RicaPerrone