Home » Futebol » Campeonatos » Brasileirão » Fred x os quatro

Fred x os quatro

Um dos mandamentos do futebol aprendi com Romário.  Toda vez que ele entrava no Morumbi pra jogar contra o São Paulo o vaiava como se só houvesse ele do outro lado. Era “o cara”, o “perigo” e, portanto, o “alvo”.

Invariavelmente o jogo começava com vaias e terminava com um gesto de “cala a boca”.

Não comparando os dois, mas quando o Fluminense entrou em campo neste sábado o Morumbi repetiu a dose de rubro-negros, corintianos, gremistas e todos os demais tentando jogar nas costas do craque tricolor o fracasso da Copa de 2014.

Fred também. Como contra Palmeiras, Flamengo, Corinthians… marcou o seu, deu passe pra outro, resolveu a parada e nem “jogou  bem”.  Afinal, como já disse aqui outras vezes, Fred não é pago pra jogar futebol mas sim pra fazer gols.

Se de um lado sobra talento, claramente falta roteiro. O São Paulo retoma a bola e reza.  Que Deus ilumine o quarteto e que dali saia algo divino.  Nem sempre.

O Fluminense, assim como o Flamengo na quarta, foi ao Morumbi prender a bola, deixar Kaká e Ganso com pouco espaço e esperar a hora de matar o jogo.  Não precisa ser brilhante para se articular contra um time talentoso que não sabe o que fazer com a bola coletivamente.

De lampejos o SPFC chegou jogando um futebol bonito de ver. Mas quando se percebe que não tem ensaio fica mais fácil quebrar o “espetáculo”.

Indiscutível, com considerável controle da situação desde o começo do segundo tempo.  O Fluminense volta do Morumbi olhando pra pra frente tentando retomar os dias de bom futebol.

O SPFC olha pra trás, tentando entender onde parou o ensaio de vencer e jogar bem.

abs,
RicaPerrone

Comentários