Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Falta “o cara”

Falta “o cara”

O time do Flamengo treinou um mês e nas mãos do Luxemburgo, conforme esperado, começou o ano organizado, ajeitadinho, com um padrão de jogo, mas… A busca pelo “cara” não é a toa.

Cícero não vem, Montillo tá complicado, Jadson talvez não seja “o cara”.  Lá na frente muita velocidade, pouco futebol.  Um time que se defende bem, sai pro jogo muito bem, evita bico pro alto, joga pelo chão, mas… que não chuta.

E quando perto da área, não tem aquele lance que desmonta a defesa adversária. E não é uma fase, um acaso, é a característica do time.

Se alguém atacar o Flamengo terá problemas. Mas toda vez que ele tiver que agredir um time fechado, o problema será dele.

Pra uma estréia contra o bom Macaé, agora na série B, e com um jogador a menos sendo um atacante no gol nos últimos 20 minutos, tudo bem!

O que menos preocupa o rubro-negro neste momento é o jogo em si, convenhamos.

Invasão de organizada

Não vou gastar um post pra falar a mesma coisa que falo há anos. Cem caras invadem um vestiário, agridem, roubam e não tem um preso.  É fácil ser organizada, mais ainda ser polícia diante delas. E o clube, que não deve responder pelo ato de seus torcedores, ainda pode ser punido. O que vai cheirar mal, muito mal pra quem tiver imaginação.  Aguardemos mais um final patético onde os únicos vilões são os únicos não prejudicados.

abs,
RicaPerrone

Comentários