Home » + Chamada » Então, chora Tricolor!

Então, chora Tricolor!

Chora, Tricolor. Eternize em lágrimas o delicioso sentimento de rever o seu maior amor tantos anos depois.

Chora de raiva, porque foi muito duro esperar. Foi quase insuportável ver “o outro” fazer o que só tu fazia enquanto nada dava certo pra ti.

Chora de orgulho, porque é num estádio desse, numa conquista dessas, que se mede o tamanho de um clube. E hoje não há unidade de medida capaz de definir o Grêmio.

Chora de saudades porque toda vez que uma camisa da Chape apareceu no estádio ou um grito que lembrasse a tragédia, um vazio surgia no peito.

Chora de culpa, por ser tão feliz num momento onde tanta gente no país não tem o que comemorar.

Chore abraçado ao pai, ou de saudades dele. Chore no ombro do desconhecido, ou do melhor amigo. Mas não se esqueça de chorar. Chore muito.

Aperta essa camisa com os dedos na altura do escudo, beija e chora. Bate nessa porra com raiva e chora de novo. Porque o futebol angustiou, adiou, machucou, e você está devolvendo a ele o seu caminho.

“Bah! Que clube!”. Que conquista! Que noite. Que golaço! Que defesa! Que final! Que isso, meu parceiro?! Pode apertar o pause na vida porque eu quero ficar assim pra sempre.

Fácil? Pra quem viu. Porque do outro lado era o tido como melhor time do Brasil. E se em duas não me venceram, não discuta, o melhor do Brasil sou eu.

Chora, gaúcho! Olha pro Renato em campo e chora! Fala tchau pro Luan, que deve acabar saindo. Grita o nome do Douglas, que deve cair de rendimento brutalmente a partir de agora pela idade.

Chore por você e pelos irmãos de Chapecó que, imagine, neste mesmo minuto poderiam estar sentindo o mesmo que você, e ao vivo pra todo Brasil, já que o seu já teria sido semana passada.

Chore por eles.

Deixe o estádio devagar, durma bem tarde e falte ao trabalho amanhã. Na melhor das hipóteses, chegue atrasado! E se o chefe brigar, lhe dê um abraço! Afinal, foda-se!

Olha pra taça, ela entendeu. Não adianta te expulsar, porque tu volta e vai busca-la de novo. E de novo. E de novo. Até que fique claro a quem ela pertence.

E a Copa do Brasil é do Grêmio. Essa, outras 4, e possivelmente as mais belas páginas dessa história.

Parabéns, Tricolor! Chore por todos que amam futebol e tanto sofreram esses dias todos, inclusive por mim, que nunca ganhei essa. Deve ser do caralho!

abs,
RicaPerrone