Home » Futebol » Botafogo » É por ti, Fogo!

É por ti, Fogo!

180px-Bandeira_Botafogo_FRNoventa minutos podem parecer muita coisa, principalmente se neles o seu time é humilhado. Em noventa minutos o seu ego vai ao chão ou ao céu, afinal de contas, é o “seu” time, é a “sua” camisa, a “sua vitória e a “sua” derrota. Isso faz do futebol especial.

Mas, perto de 100 anos, noventa minutos se tornam absolutamente nada. Infelizmente hoje em dia a história vale os 90 minutos para muitos torcedores e parte da mídia. Mas não é assim, nunca será. O que aconteceu no Engenhão domingo não reflete o “fim dos tempos”, nem sequer justifica a atitude desesperada e imbecil daquele torcedor.

O Botafogo é um dos mais importantes clubes da história deste país. E isso nenhuma goleada vai mudar.

Claro, dói. Eu sei que dói. O meu já tomou de 7 do mesmo Vasco, e pior, da Portuguesa.

Eu só não aceito o oportunismo de usar uma semana ruim para tentar desmerecer ou destruir uma história. Pois amanhã, se o Botafogo for campeão brasileiro, os mesmos que hoje insinuam o “time pequeno” estarão exaltando a história e a grandeza do Fogão.

Incoerencia faz parte do futebol. O erro grotesco do torcedor ao queimar o manto sagrado de um clube não se justifica de forma alguma. Porém, é capaz de se perdoar.

Ele é um senhor. Viu tudo que o Botafogo teve de melhor, e de repente não consegue mostrar aos seus filhos o tal “super Botafogo” que tanto exaltou. É complicado, absurdo, mas compreensivel.

Ao menos, pediu desculpas. Notou seu erro.

O problema é que ele queimou a camisa e todos viram. O que me preocupa são os que queimam o clube dentro de si, o que é bem pior.

Esquece a derrota pro Vasco, foi só mais um jogo em cem anos de história.

Dizem que o Botafogo está diminuindo, se tornando pequeno.

E eu digo, sem medo algum de estar errado: Jamais!

Bato nessa tecla até o último dia da minha vida. Nos 12 grandes, ninguém mexe. E o Botafogo é um deles.

Com mais torcida que Liverpool e Arsenal, o time tem valor comercial. Basta uma administração competente e ambiciosa a médio prazo que tudo se resolve.

É impossível o São Caetano se tornar gigante, porque sem torcedores você não é nada. Tão impossível quanto imaginar que o clube que fez frente ao Santos de Pelé um dia terá sua historia diminuida ou apagada.

“Mas só tem um Brasileiro”, dizem.

E desde quando o mundo começou em 1971?

Time grande tem essa vantagem. Com camisa, se vai longe em pouco tempo.

Basta uma administração competente, um time montado e 2 anos de projeto. O Botafogo pode ir ao Mundial de Clubes que ninguém vai achar absurdo. E isso se chama grandeza.

Para um pequeno conseguir isso, precisa de alguem pagando tudo por trás, sorte, um baita time e a certeza de que amanhã, quando acabar o investimento, volta a ser pequeno. Ao contrário do Botafogo, que pode passar mais 30 anos perdendo tudo, não deixará de ser grande.

Como um dia me disse, brilhantemente, Pedro Bial: “O que são 100 anos pro Fluminense?”.

O mesmo se aplica ao Botafogo.

Sua torcida, estimada em mais de 3 milhões, está cansada. E qualquer um cansa ao ver um gigante se portar como um qualquer durante anos. Mas, são fases. O que são os últimos 20 anos para o Botafogo?

Quando você abre a boca pra falar sobre a história do futebol brasileiro em sua formação, o maior do mundo, você passa obrigatoriamente pelo Botafogo. Mas, note, curiosamente, não passa pelo clube que hoje mais vence no país, o SPFC.

Isso não diminui o Tricolor, nem o Botafogo.

São fases, e estamos apenas encerrando o primeiro centenário deste ciclo.

Hoje lá em cima, amanhã lá em baixo, e assim segue o futebol.

Vai chover gente dizendo: “Não ganha nada!”, “Não tem CT”, “Não é grande”, etc, etc, etc.

O SPFC, até 1989, não tinha nada também. Estava na “série B” do estadual. E hoje é o que é.

O Flamengo, até 2009, vivia esperando o Brasileirão que nunca vinha. Devia, brigava pra não cair. Hoje é o campeão, mais falado do país e novamente o de maior exposição nacional.

O Palmeiras ficou 20 anos na fila. Depois ganhou tudo, foi a Toquio.

O Corinthians ficou 20 anos na fila. E ganhou tudo.

Vinte ou trinta anos não representam uma história completa, mas sim uma fase dela.

O Botafogo está, há anos, em baixa. Isso é fato.

O que, no meu entender, e acho que no dos 3 milhões de torcedores do clube também, não diminui em nada o tamanho e a importancia deste gigante do futebol brasileiro.

Dias melhores virão. Hoje ou daqui 20 anos, virão.

Estejam certos disso, e jamais ousem rabiscar algumas das mais belas páginas da história do nosso futebol em virtude de tropeços e fases ruins.

abs,
RicaPerrone