Home » + Chamada » Dória constrange o bom senso

Dória constrange o bom senso

Passa longe de mim querer indicar alguém, sequer insinuar que este ou aquele seria um bom prefeito para São Paulo.  O que passa na nossa cara e não podemos aceitar é a presença do Dória ser condenada pela sua condição.

Assisti aos debates, tenho visto alguma coisa de propaganda política e me sinto um brasileiro ofendido toda vez que vejo alguém tentar “desmerecer” o candidato por ele ser rico ou morar numa mansão.

“Enquanto o país passa fome, você mora numa puta casa com quadra de tênis!”.

Ué? Ele roubou essa casa? Ele deveria abrir as portas da casa dele pra que centenas de pobres morassem lá enquanto ele trabalha pra bancar aquilo? Qual o crime ou o problema no Dória ser rico e bem sucedido?

Porque lhe soa natural que alguém o descredencie ao cargo pelo simples fato dele ter dinheiro e sucesso?

Que porra de país é esse onde a ostentação a pobreza e a dor estão acima do mérito e do sucesso?  Porque toda pessoa que merece sua confiança ou sua admiração tem que contar uma história fodida de dor, superação e miséria?

Eu não vejo acusações sobre corrupção ou algo do tipo. O que vejo é tentarem dizer pro brasileiro que o sujeito está errado porque é patrão. Porque conseguiu sucesso e mora bem.  Ora, os chefes dos caras que dizem isso em debates estão todos na cadeia por conseguir isso roubando.

Qualé o critério?

Eu não me importo se ele vai ganhar ou não, sequer o conheço. Mas toda vez que o Dória aparece na televisão o bom senso é agredido segundos depois por alguém que o condena por ele ser…. bem sucedido!?

Ah, Brasil! Você nunca vai conseguir sucesso enquanto ostentar o fracasso.

Essa é a candidatura mais emblemática que eu já vi. De todos os candidatos a qualquer coisa nesse país, nem mesmo um analfabeto palhaço foi tão didático quanto a cultura do brasileiro quanto o fato de vermos um rico bem sucedido tentando comandar pessoas de menor condição.

Num país onde o patrão é o vilão, o líder das revoltas é um herói, o bandido tem torcida organizada e a má condição de vida é motivo de orgulho, como aceitar um sujeito que não passou fome ou que anda de carrão importado ser candidato a nos comandar?

Nosso bom senso deve ter sido trocado por um espelho em 1500.

abs,
RicaPerrone

Comentários