Home » + Chamada » Devo, não nego e tenho orgulho de você

Devo, não nego e tenho orgulho de você

Jornalista se acha Deus. Sabemos que ele tem a solução pra tudo no mundo e faria melhor que todo mundo algo que ele nunca fez. Essa é basicamente nossa função hoje em dia. Cagar regras. Somos uma classe “odiada” por torcedores porque nos separamos deles. Nos achamos “melhores que eles” e nos colocamos como diferenciados pelo simples fato de termos um microfone nas mãos e um curso onde ensina-se a colocar virgula.

Não somos. E se tem algo que nos diferencia deles ao esconder nosso time do coração é o caráter.

Um homem que vive de futebol chegou lá porque o ama. E se ama futebol o fez através de um time que colocou em sua vida todos os sentimentos possíveis que o futebol pode causar.

Sua formação enquanto homem passa também pelo clube que você torce, tudo que ele te fez passar e as amizades e experiências que ele te proporcionou. Nega-lo é uma traição injustificável.

“Ah mas o torcedor não entende…”.  Entende sim! E se não entender, faça-o respeitar.  Mas nunca vire as costas pra quem te fez saber o que você sabe para ser quem você é.

Seu clube a única parte de você que não vai mudar.  A gente troca tudo na vida (seguindo a Lei de Gil, claro), mas ainda não sabemos como trocar as cores do coração.  E renegar isso é mais infantil e covarde do que o torcedor que, por amar demais, não consegue compreender isso.

Exportar sua paixão pra um time pequeno ou de fora para se passar por isentão, mercado por aquele clube é mais do que traição. É tosco.

Ser homem é saber dizer não.  E neste caso, o “não” é para a idéia de esconder seu time. Ou você apagou da sua memória todo o amor que lhe jurou um dia só porque agora tem um diploma?

Infiél.

abs,
RicaPerrone, sãopaulino.

Comentários