Home » + Chamada » Demita-se, Zé!

Demita-se, Zé!

As vezes eu fico olhando a situação de um treinador e me pergunto como é que o sujeito aguenta não se demitir.  Deve ser a multa, sei lá. Mas a bola de neve feita em cima de um treinador quando ele se torna “o vilão” da porra toda é quase sempre irreversível.

Antes de mais nada, e vou deixar em negrito porque burro quando entra pra discordar lê só o que quer, eu devo dizer o que acho sobre o trabalho do Zé. Acho ok.  Já foi melhor, ele insiste em algumas coisas, tem méritos em outras. Não acho um caso de “não dá mais”,  nem de “que puta trabalho”.

A bipolaridade da torcida do Flamengo não pode ser levada como critério jamais. Mas deve ser considerada.

Se eu fosse o Zé Ricardo, pediria demissão.

Ele se tornou um ponto confortável pro Flamengo. Todo jogador quando erra a culpa é do Zé. Quando perde, culpa do Zé. Empata, culpa do zé. Perde gol na cara, culpa do Zé.

Sim, há culpa do Zé! Mas ele hoje blinda todo mundo. A torcida só enxerga o Zé Ricardo na frente, logo, não vê que falta de flamenguismo em campo, por exemplo, pode ser cobrada dos jogadores.

Que gols perdidos bizarramente na cara do gol que eliminaram o Fla da Libertadores podem ser cobrados do centroavante.

Que não há absurdo técnico em ver o goleiro que virou o ano na seleção estar no time titular.

Enfim. Zé Ricardo hoje é a parede que todos no Flamengo tem pra errar.  O Rogério Ceni ao contrário.  No SPFC, quando o Ceni era treinador, era tudo culpa de todos menos dele. Porque amavam o cara.

O Zé é o cara que leva a culpa do que é dele e ainda a dos outros. E então todos se acomodam atrás disso.

Não faz bem pro Flamengo mais ter o Zé Ricardo. E não necessariamente porque seu trabalho seja ruim, mas porque ele foi o escolhido. E isso dificilmente se reverte sendo ele “apenas” o Zé Ricardo ainda.

abs,
RicaPerrone