Home » Futebol » Clubes » Inter » Coragem ou burrice?

Coragem ou burrice?

Não é possível acreditar logo de cara. Mas a médio prazo você se acostuma.

Um dos times que mais investe na América do Sul tem, de novo, uma aposta no banco de reservas.

São milhões de dólares nas mãos de um cara que pode virar uma estátua ou um imbecil.  O futebol consagra na mesmíssima intensidade e velocidade que destrói.

O que tem a ganhar Fernandão? Nada. A perder, muito.

Mas tem coragem. E assim como o Inter, será lembrado por ela se conseguir vencer. Será, também, taxado de burro se perder.

A aposta é alta, arriscada, possível de agradar, impossível de não ser notada.

O Inter chama pra si a responsabilidade de tentar algo diferente. Gosto disso, não sei se faria, mas gosto.

Mário Sergio, Roth, Fossati, Gallo, Dorival e Falcão, estes sim, foram quase certezas de fracasso.

Fernandão não é. Menos ainda de sucesso.

Mas ao menos é uma incerteza.

Não faria, acho que um elenco tão caro merece uma “certeza” no banco. Mas não tem no mercado.

E se é pra “arriscar”, melhor no novo do que nos eternos novatos que tanto rodam por aí.

Se fosse num Flamengo, seria “zona”. No Inter, aposta.

É o lado bom de “não ser do eixo”, termo mais irritante do país.

Faço votos pra que funcione. Não coloco 1 real numa aposta de que funcionará.

Mas colocaria bem mais do que 1 real na certeza que os anteriores não dariam certo.

E se isso é uma forma de ver as coisas, melhor pro Inter.

abs,
RicaPerrone