Home » Futebol » Clubes » Cruzeiro » Copeiros x Boleiros

Copeiros x Boleiros

torcida Cruzeiro e Grêmio começam a decidir vaga na final da Libertadores nesta quarta-feira. Se não dá pra fazer prognóstico pela camisa, o mesmo se aplica aos times. O jogo é pra lá de equilibrado, imprevisível e cheio de alternativas.

O Cruzeiro tem um ataque imprevisivel. O Grêmio, tão previsivel quanto forte. Individualmente, sem Ramires, acho que os times até se equivalem. Mas eu diria que o Cruzeiro tem uma chance de 1% a mais no talento individual do que o Tricolor.

Autuori está tentando mudar o Grêmio pro 442 e eu acho um erro. Não pela formação, mas pelo momento da mudança. Acho que o time tem sentido essa mudança e não tem rendido o que pode nos últimos jogos. Porém, o Gremio é forte, o Autuori é um  baita treinador e a tradição do Tricolor em mata-mata assusta qualquer um.

A decisão será no Olímpico, mas o jogo do Mineirão é fundamental.

Assim como no caso do SPFC, se o Cruzeiro ganhar em casa, fica dificil. Tem um contra golpe irritantemente perigoso. Ir pra cima do Cruzeiro não é a melhor coisa a fazer. Mas, deixar de agredir também não.

Pra ganhar do Cruzeiro é preciso usar experiencia. O time é jovem, tem pontos fracos e deve, em tese, se desequilibrar mais fácil que o Grêmio. Portanto, depende muito do primeiro gol e do resultado da primeira partida.

Qualquer um que passar estará dentro da normalidade. São dois gigantes da América do Sul e que tem bons times. O Gremio, no papel, tem posições menos “destacaveis”  que o Cruzeiro. Mas, nas que tem igual ou melhor, são mais experientes.

Talento puro contra um time bem armado e copeiro. É assim que vejo o jogo.

O Cruzeiro depende muito de uma jogada individual, enquanto o Gremio depende muito mais do coletivo.

Se eu fosse o Autuori voltaria pro 352 ou deixaria um volante mais plantado, para o time sentir menos falta do que se acostumou.  E o Cruzeiro tem que ir pra cima com calma. Porque se o Gremio voltar pro Olímpico podendo empatar, a chance de passar é enorme.

Jogaço! Imperdível, eu diria.

abs,
RicaPerrone