Home » + Chamada » Constrangedor

Constrangedor

Talvez não haja termo melhor para definir o jogo deste domingo. Uma coisa é ser rebaixado, outra é ser humilhado.

O Palmeiras não tem nada com isso e honestamente, embora o resultado seja incrível, não fez nada de absurdo no jogo para conquistar algo tão histórico.  Jogou bem, é claro! Mas quando se fala em 4×1 em São Januário contra o Vasco imagina-se um show do time de 96.

Os gols foram saindo de forma quase peladeira. Goleiro que fura, zagueiro que cai sentado. O que o Vasco está fazendo ofusca até mesmo o brilho do Palmeiras nesta noite.

A forma com que jogadores como Dagoberto, Guinazu, Andrezinho e outros que não são tão ruins assim se apresentam no clube é constrangedora. Dá margem pra imaginar mil coisas e ter uma certeza: Ou o Vasco acorda amanhã e muda muita coisa, ou não vai se salvar.

Os caminhos estão muito desenhados. O Palmeiras arranca pra brigar por título nas mãos do Marcelo, que ajeitou o que o Oswaldo não conseguiu finalizar.  São vitórias em sequência, algumas delas bastante incontestáveis, como a desta noite.

O Vasco alterna entre momentos péssimos e surtos de lucidez como contra o Fluminense. Mas o momento péssimo é absolutamente inaceitável.  O time não vai de uma vitória a um empate. Vai pra uma goleada em casa.

E mesmo que você consiga encontrar argumentos técnicos para isso, eu não consigo olhar pro time do Vasco e enxergar um monte de amebas capazes de tomar de 3 ou 4 em casa.  Pro Palmeiras? Antes fosse. Mas até pro Avaí já foi!

Quer cair, caia. É do jogo.  Ser humilhado em sequência não é parte do roteiro.

O Palmeiras que me perdoe, era dia de exalta-lo.  Mas tem jogo onde o perdedor perde mais do que o vencedor ganha.

abs,
RicaPerrone

Comentários