Home » Futebol » Botafogo » Caro Vitinho,

Caro Vitinho,

Querido Vitinho,

Não sei se onde você mora tem internet. Talvez as linhas de transmissão congelem com o clima frio.

Por via das dúvidas, sem saber a velocidade das informações por aí, te escrevo mandando boas novas.

Seu ex-time, o Botafogo, está na Libertadores 17 anos depois, numa épica jornada de altos e baixos que misturou euforia, decepção, raiva, dúvida e lágrimas sem nem o time estar em campo.

A vaga veio domingo. Só pudemos confirmar hoje, na Argentina, quando o Lanus venceu a Ponte Preta e não mudou as vagas do G4.

Você tinha que ver, cara.  O grupo todo se emocionou com a saida do professor.  Pois é, ele foi pro Santos.  Mas ficou sendo o cara que levou o Bota pra Libertadores após 17 anos. Tá na história.

Aqui, no Rio, dois times cairam. Mas dois foram a Libertadores e equilibraram a honra da cidade.

Faz calor. Muito calor.

As pessoas estão euforicas e nem será fácil andar na rua amanhã sendo jogador do Bota. Da desconfiança os caras viraram heróis.

Coisas que o dinheiro nem sempre compra, sabe?

Eu vi um colega meu encher os olhos de lágrimas e dizer que há anos não sentia tanto orgulho de ser Botafogo. Fiquei feliz porque vou levar meu afilhado botafoguense numa Libertadores.

E acredite, foi tão merecido que eu diria que até rivais torceram a favor.

Que pena que você não viu, cara.

Espero que passe a Libertadores na tv por aí.

Ouvi dizer que não está nem sendo relacionado, é verdade?

Desanima não, cara.  A torcida já esqueceu você, nem te xingam mais.

Na verdade, mande notícias. Há meses que não ouvimos falar de você.

Por aqui, como disse, está tudo bem.

Boas férias!

Abs,
RicaPerrone 

 

Comentários