Home » Futebol » Clubes » Flamengo » Aceitável

Aceitável

Argumento bem sólido. O acordo anterior prevê enorme aumento pro treinador, o clube não quer pagar, conversaram e ele sai.  Quase mesmo caso do Love, nada de absurdo, apenas negócios.

Assusta o meio do futebol porque rarissimos jornalistas sabem bem como funciona um negócio. Funcionários raramente sabem como se administra ou pensa de cima pra baixo.

Será contestável a versão oficial se vier um técnico caro? Não. Não necessariamente.

Você pagar 500 mil numa Ferrari é muito mais negócio do que pagar 60 mil num Gol. Num dos casos há custo/beneficio, no outro, não.

Dorival é comum. Fez toda sua carreira ter o status que tem num time onde mais atrapalhou do que ajudou, mas nem ele parou Ganso, Neymar, Robinho e André.   Foi campeão da série B com o Vasco, o que convenhamos, 80% dos treinadores também seriam.

Não é ruim. É comum.

Merece, portanto, um salário comum.

Mano é o negado nome forte. E não por informações de bastidores cheias de “teria dito”, mas pelas negociações que o Flamengo fez nos últimos 3 meses. Pelaipe, Elias, Carlos Eduardo…

Significa que o Flamengo terá o Mano? Não. Mas significa que há uma tendência a este nome. Daí a acertar algo ou não são outros 500, 400, talvez 300. Sei lá.

Complicado imaginar que pode haver uma decisão cerebral e matemática no futebol. Quando não há, falam em paixão. Quando há, não entendem.

O Flamengo é megalomaniaco. Seu bolso não suporta, nunca suportou.

Tirar o Dorival do cargo me parece um acerto, seja por dinheiro ou avaliação técnica.

O erro pode vir no substituto, mas não na demissão.

abs,
RicaPerrone