Home » Futebol » Campeonatos » Copa do Mundo » A verdade jornalística

A verdade jornalística

Quem diria? O momento que mais gostei nesta Copa do Mundo veio da imprensa argentina e seu super herói.

Acima você vê a imprensa argentina encontrando Diego após a vaga pra final. Juntos eles cantam e debocham do Brasil, no papel deles, que é de rivalizar conosco, e de fazer o tal “jornalismo”.

E ai eu te pergunto.  É mais jornalismo a Fernanda Gentil chorar no ar, os argentinos cantarem e explodirem de alegria por uma vaga ou um bando de babaca de terno e gravata se fazendo de imune as paixões do futebol detonando tudo que é nosso?

Qual a “verdade” que você quer no jornalismo?

A que finge ser superior a tudo isso ou a que se coloca ao lado como seres humanos iguais a você?

Porque acharam “do caralho” o Loco vibrando e falando palavrão pelo país dele? Porque é lindo o Barcos na arquibancada vendo seu país?  Porque somos tão cafajestes com as nossas coisas?  Porque treinam jornalistas para serem sexólogos frígidos?

Se o Pelé viesse na direção dos jornalistas brasileiros após a vaga pra final, metade sairia de perto, a outra metade colocaria o microfone nele pra captar e dizer: “Que ridiculo! Nao reconhece a filha e canta com a seleção”.

Sim! Sou um jornalista muito mais “argentino” do que brasileiro. E por isso mesmo, os odeio!  Afinal, a idéia é essa.

abs,
RicaPerrone

Comentários