Home » + Chamada » A torcida já estava falando com eles

A torcida já estava falando com eles

Uma vez um “chefe” disse no ar que era um absurdo sem tamanho o clube X ter contratado um técnico sem experiência pro cargo. Porque time grande não era lugar de fazer experiência, o cargo era pra profissionais e não pra amadores. Criticou por 5 minutos no ar o fato do treinador não ter uma longa carreira de sucesso até chegar num clube daqueles.

Ele era chefe da equipe de esportes da rádio.  Dias depois revelou-se que jamais havia trabalhado em rádio e seu primeiro emprego no setor era o de chefe. Não a toa ajudou a afundar a rádio, não a toa é um dos mais decadentes incompetentes do mercado jornalístico.

Onde quero chegar? A coisa toda está errada desde que não me beneficie. E este é o SPFC hoje do presidente ao torcedor.

Quantas vezes blogueirinhos que vivem de SPFC e a mísera fama de parecerem influentes no clube já detonaram receber torcida? Quantas vezes fizeram chacota do Corinthians por isso?  Mas dessa vez foram convidados e, logo, estavam todos lá dizendo que “veja bem, nesse caso é diferente, enfim, todavia, contudo…”.

Pinotti é um profissional de marketing que do nada assumiu o futebol do clube. Fosse ele na cativa do Morumbi gritaria que é um absurdo dar o futebol de um gigante a quem não o conhece.  Mas não tem problema, porque nesse caso o beneficiado é ele. E como todos nós, quando o esquema me favorece, ele não me revolta.

Leco, um grande saopaulino que conheço desde pequeno,  é passional demais pra ser gestor. Mas sua boa fé o colocou lá pra tapar o buraco feito pela corrupção dos anteriores. Logo, se eu discordo dele como gestor, nada tenho a dizer sobre sujeito e o saopaulino que sempre foi.

Mas tenho sobre o oportunismo de muita gente que quando convém concorda, quando não, é radicalmente contra.

Os áudios vazados de um tal de dono de rádio mostram o risco que é convidar pessoas loucas por micro-fama para um evento qualquer que lhes dê condição de ser fonte.  Vazou tudo, mentiu, inventou clima hostil e os caralho pra parecer super herói. E encheu a mídia de munição pra polemizar mais e mais com o clube.

E esse cara, como outros, estão dando entrevista, falando em nome da torcida. Presidente de organizada explicando na mídia o que será dito na “preleção” deles ao elenco profissional do São Paulo.

Senhores, eu não tenho nada contra que se abra uma chance de pela milésima vez comprovar que torcida no CT não ganha porra nenhuma.  Mas tenham ao menos o critério de não refletir a torcida do SPFC que tem lotado jogo apos jogo numa duzia de oportunistas que querem ser alguém as custas do clube.

Já nos basta os últimos 10 anos de diretores entrando e saindo porque são filhos de alguém, trouxeram patrocinador, porque injetaram do bolso pra não fechar no vermelho.  Porque o ego é a única coisa maior que o amor por um clube nessa vida.

E haja ego. Ainda bem que “haja clube”.  Porque o SPFC é tão grande e forte que se sustenta em pé mesmo com tanta gente querendo uma tetinha pra mamar.

E não pense em dinheiro apenas. O dinheiro gera poder. O fim nunca é dinheiro, mas sim o poder que ele dá. E poder se conquista também com fama e influência. O SPFC alimenta os próprios ratos.

Ainda bem que nossa história não é feita de queijo, mas sim de concreto.

abs,
RicaPerrone