Home » + Chamada » A primeira do Tite

A primeira do Tite

Primeiramente, a lista.

Goleiros: Alisson (Roma), Marcelo Grohe (Grêmio) e Weverton (Atlético-PR);

Zagueiros: Gil (Shandong Luneng), Marquinhos (PSG), Miranda (Inter de Milão) e Rodrigo Caio (São Paulo);

Laterais: Daniel Alves (Juventus), Fagner (Corinthians), Filipe Luís (Atlético de Madrid) e Marcelo (Real Madrid);

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Giuliano (Juventus), Lucas Lima (Santos), Paulinho (Guangzhou Evergrande), Philippe Coutinho (Liverpool), Rafael Carioca (Atlético-MG), Renato Augusto (Beijing Guoan) e Willian (Chelsea);

Atacantes: Gabigol (Santos), Gabriel Jesus (Palmeiras), Neymar (Barcelona) e Taison (Shakhtar Donetsk).

E vamos ao que entendi disso tudo.

Não gosto do Daniel Alves eterno ali. Acho o Paulinho uma aposta. Joga muito, estava mal, se recuperou na China. Mas é a China né? Uma aposta.

Rafael Carioca uma puta convocação merecida.

Gabigol não me convenceu ainda que é jogador de seleção. Embora muito bom jogador, não tenho essa convicção e na minha lista da principal não estaria.

Taison? Gosto dele, não sei o quanto pra seleção. Mas sejamos honestos: Quem aqui assiste o campeonato dele? Ninguém.  Então é bem difícil julgar. A última vez que aconteceu isso foi com Douglas Costa, que agora é unanimidade no Bayern.  Aguardemos.

Senti falta de jogador mais velho na frente. Eu talvez convocaria o Robinho no lugar do Gabigol. Não pensando na Copa, mas na experiência. É um time bem novo, não gosto muito disso.

Tite convocou um time tático.  Ele não chamou os 23 melhores. Chamou os que encaixam na formação dele.

É uma linha. Respeitemos. O cara não caiu ali de para-quedas. Conquistou a vaga de treinador, então, que tenha tempo pra ser avaliado.

abs,
RicaPerrone

Comentários