Home » Futebol » A pior das escolhas

A pior das escolhas

Emerson Leão é, pra mim, a pior figura do futebol brasileiro. Arrogante, mal educado, mau treinador, não consegue manter o grupo, costuma “trair” os jogadores, segundo relatos dos mesmos.

Demitido por onde passa, está credenciado a ser técnico do SPFC e sua nova filosofia. Não satisfeito em ser “comum”, resolveu tentar ser pior que os outros.

Eu juro por Deus que não faço idéia de qual seja a idéia.

Contratar um cara “linha dura”, porém, que ganha respeito pelo ódio. Em questão de semanas o respeito vira só ódio e seu trabalho termina como sempre.

Voltando ao clube que ele largou no meio de um projeto de Libertadores, onde por sua culpa perderam Falcão e Luizão.

Por sua culpa Amoroso não veio em março, quando ele disse que não queria jogador bichado.

Assim como Pet, vetado pelo professor por “só saber bater penalti”.

Leão é, pra mim, um enganador de primeira linha que faz uso da sua carinha de bravo e pose de “malvado” pra se impor. Quando notam estar diante de um técnico fraco e mais vaidoso do que qualificado, acaba tudo. O time se vira contra e ele cai.

É rotina. Leão assume, o time melhora, o time perde, o time entra em crise, Leão cai.

Você dirá que são só sete jogos, o “choque” da chegada dele pode valer a pena.

Pode, pior é que pode. E isso geraria uma renovação de contrato. Ou seja, a melhor das hipóteses é, na real, a pior delas.

Leão não fez grande trabalho no SPFC coisa nenhuma. Meteu o Tardelli no time titular e o Luizão no banco, vetou Pet e Amoroso e foi campeão paulista de pontos corridos.

Ah, pelo amor de Deus vai…

Saiu, Autuori meteu as coisas em ordem.

Se há um bom efeito pra vinda do Leão é sua saida. Normalmente, quando ele é demitido, os jogadores começam a correr muito.

Afinal, diria Zezé di Camargo, “é do inferno que se vê o Paraíso”.

Péssima idéia. A pior de todas as possíveis, eu diria.

abs,
RicaPerrone