Home » Futebol » Campeonatos » Copa do Mundo » A novela Morumbi

A novela Morumbi

Há muito tempo atrás, quando o Brasil nem estava confirmado oficialmente pra sediar a Copa, recebi um convite para tomar um chopp com 2 pessoas ligadas a organização da Copa de 2014. Falavamos de negócios, parcerias, tecnologia. Nada como jornalista, mas pelas minhas outras atividades.

No meio da conversa um deles me disse assim: “Perrone, o Morumbi não vai sediar a abertura”. Eu ri, perguntei qual era a idéia. E ele me disse: “O projeto é ruim, o local é horrível e muita gente não quer”.

A conversa andou, eu ouvi muita coisa que duvidei, e hoje vejo que tinham razão em diversas previsões.

Não, o Morumbi não está fora da Copa. Mas, a chance dele ficar fora da abertura, que é a pauta, é razoável ainda.

E é bom lembrar, de novo, que a FIFA nunca vetou o Morumbi para sediar a Copa. Apenas para abertura e semifinal, pois exigem mais coisas.

Entre elas, dezenas de detalhes que jamais foram divulgados claramente. Logo, qualquer opinião sobre o Morumbi ter ou não condições técnicas pra receber os jogos é absolutamente vazia. Não considero uma virgula a favor, nem contra.

Sabemos, por exemplo, que boa parte da garantia do Morumbi diz respeito ao “em volta” do estádio. E não há como garantir que você vá conseguir desabrigar muitas daquelas casas enormes do lado. A FIFA queria espaço ao redor do estádio, e o SP apresentou com a prefeitura. Mas, quem garante?

Sabemos do problema político, mas ele não diz respeito a votação do clube dos 13. Se tivesse, não teria ouvido isso ha mais de 1 ano numa mesa de bar.

O SPFC criou, ao longo da administração JJ, uma série de inimigos. Não tem relacionamento com clubes, com FPF, CBF, etc. E aí fica aquela dúvida terrivel: O SPFC será o único bom clube do país ou será o problema?

Pois quando um aluno não se dá com metade da turma, normalmente o problema é ele, não a classe toda.

Mas, mesmo sabendo que precisaria de apoio, seguiu pisando, cantando de galo, pegando jogador na justiça, batendo de frente com Deus e o mundo. Pegou fama de arrogante, ficou sozinho e agora precisa de aliados. Não tem. Foi escolha dele, alertada neste blog, diga-se, por 3 anos.

Cansei de dizer que a competencia era tão grande na administração atual quanto a empáfia. E isso tem volta.

Hoje a situação é simples:

O SPFC não tem dinheiro em caixa, segundo INFORMOU Sidney Costa, membro do conselho fiscal do clube no podcast da última semana aqui no blog.

Pegou empréstimos e cotas adiantadas nos últimos meses para poder investir em Cotia, tapar buraco e segurar a onda de não ter vendido ninguém caro e nem ter renovado patrocinador.

Naturalmente, sem mágica, a grana acaba faltando.

Me lembro bem do projeto “Morumbi seculo 21”. Doei, comprei camisa, boné, etc. E cadê? Fui enganado, como outros milhares.

O SPFC não está quebrado. Ele projetou um Morumbi onde entraria com 50% e o Bradesco outros 50%.

Só que o valor dobrou pra que a FIFA aprovasse tudo. Afinal, foram necessários uns 3 projetos pra acertar, já que o primeiro era muito longe do esperado.

Um clube que está sem grana, sem patrocinador principal, já tem alguns empréstimos a pagar e que acaba de descobrir que vai custar o dobro do que planejou, dificilmente cumprirá o prazo de garantias da FIFA. 30 dias, diz o Marcello Lima em seu blog.

Sendo assim, a abertura fica, novamente, em situação complicada.

E isso não diz respeito a dar um estádio ao Corinthians, caso alguém já queira atrelar uma coisa a outra. Primeiro se veta um, amanhã se discute um novo, e depois da Copa se discute o que será feito dele.

Fato é que se fizerem um novo estádio, alguém terá que usar. Fatalmente será o Corinthians, pois Palmeiras e São Paulo tem seus estádios e estão reformando.

O que não implica em dizer que o Corinthians tenha algo a ver com isso, ou que esteja derrubando o Morumbi da Copa.

Talvez, eu disse: “Talvez”, ele seja beneficiado. O que não muda muito, já que hoje ele já usa um estádio da prefeitura. E é ótimo que use, pois se não usam, dizem que ficou largado.

Voltando ao Morumbi, nada está definido. O SPFC tem chances de conseguir isso, mas a coisa é cada vez mais enrolada.

E toda vez que leio algo assim, lembro da conversa que tive neste bar e do que me foi dito.

Será?

Faço votos para que o SPFC consiga, pois o Morumbi é um pedaço da minha vida. Lá, assisti mais de 600 jogos, cresci, aprendi a gostar de futebol e sou sócio do clube e proprietario de cadeira cativa.

Seria triste ver o Morumbi longe do sonho que tanto esperou para realizar.

Mas, assim como será dolorido aos tricolores, será um prazer para muitos outros, que poderão deitar e rolar em cima da empáfia de quem foi na TV afirmar que lá seria a abertura antes da FIFA dizer isso.

Lá, no Morumbi, é bem verdade que se come bem. Melhor do que a maioria, até. Mas daí a arrotar caviar vai uma diferença razoável.

Algumas pessoas acham que eu considero ruim a administração do SPFC. E não é nada disso. Eu sempre disse que são competentes, mas que a competência não deve vir atrelada a arrogância. E há 3 anos isso me irrita, pois o Tricolor nunca foi isso que é hoje. Nunca!!! Nem na sua melhor fase, 92/93, ele se tornou odiado. Hoje, conseguiu.

Talvez esta “secada coletiva” contra o Morumbi seja reflexo da antipatia que o clube plantou através de seus dirigentes nos últimos 3 anos.

Talvez seja mera implicancia.

Seja como for, alguém vai perder. Pois isso já virou uma guerra.

abs,
RicaPerrone