Home » Futebol » A fórmula mágica

A fórmula mágica

Eu não sei explicar, até porque acho que ninguém sabe. Mas o São Paulo, hoje vice líder do Brasileirão, não se encontra, joga muito mal, mas…. vence fora de casa.  Resultados que enganam muito, mas que no final das contas é apenas o que importa ao torcedor.

Já vi um SPFC forte na defesa que vencia por 1×0 com gols de contra-ataque ou bola parada. Já vi, e há tempos não vejo, um SPFC vencedor que colocava os rivais na roda. O de hoje, confesso, nunca vi.

Você pode ponderar uma forma de jogar da seguinte forma: O time defende muito bem, tem um contra-golpe rápido e mortal. Por isso funciona.

O que não cabe ser colocado diante de um time que vem tomando sufoco em todos os seus jogos fora, com bolas na trave, defesas incríveis, erros grotescos dos atacantes rivais e, na frente, achando gols com Lucas e Dagoberto.

Note que o São Paulo não é um time pouco ameaçado. Ele se salva no erro do adversário, não apenas no seu mérito defensivo.

Ao contrário de 2007, onde raramente alguém entrava na área do Tricolor, hoje ele recebe um bombardeiro do adversário, mas… não entra. E aí, quando é trave, bola pra fora, não dá pra colocar na listinha de méritos do SPFC, mas sim de erros do adversário.

Ontem, de novo, quase como rotina, o SPFC saiu de casa, jogou NADA, tomou sufoco, achou um gol, venceu.

É um roteiro dos mais perfeitos que existem, pois se repete toda semana e ninguém consegue alterá-lo.

Com os desfalques de ontem, tudo bem jogar mal. O problema é que também joga desta forma com o time completo.

E em casa, quando tendo que agredir, não consegue.

Eu não consigo imaginar que diabo de fórmula é essa onde você é agredido fora de casa quase o tempo todo, tem chances claríssimas de gol e se salva na base do “deus me livre” e depende de um lance isolado pra achar um gol.

Pra alguns, isso é fórmula, padrão de jogo, etc.

Pra mim é “falta de”.

Ninguém se programa ou treina pra tomar sufoco e achar gols em lances individuais isolados. Isso não existe!  Você treina pra não tomar sufoco e pra ter a bola.

E se não é assim que acontece, a coisa está indo na base do acaso, não do planejado.

É o time mais estranho que eu já vi o São Paulo ter.

Ele não brilha, não perde fora, não ganha em casa,  é více líder, briga pelo título e não conheço um torcedor do SPFC sequer que esteja feliz ou satisfeito.

Vai entender…

abs,
RicaPerrone